Para respeitar o isolamento, WhatsApp é ponto de encontro pro #CarnavalEmCasa

O Carnaval, maior celebração cultural de rua do mundo e um dos maiores movimentadores da economia brasileira, perdeu as avenidas este ano, mas ganhou o ciberespaço. Seguindo as recomendações das autoridades sanitárias e solidários ao difícil momento de reclusão, diversas iniciativas têm aparecido para trazer as celebrações para dentro das casas das pessoas.

foto
Reprodução – Carolina Diniz

Foi nesse contexto que o WhatsApp se mostrou um aliado também do espírito carnavalesco. É o caso da professora e influenciadora Carolina Diniz. Com quase 1 milhão de seguidores no Instagram (@carolinadinizsoueu), Carolina é a teacher à frente de uma equipe de 26 pessoas que utilizam o WhatsApp Business como canal de contato com seus alunos. Para o Carnaval 2021, a paulistana convidou suas turmas, que contam com famosos e influenciadores como Thammy Miranda e a esposa, Andressa Ferreira, Luara Costa e Gabi Prado, para capricharem nas suas fantasias em um aulão-live temático no dia 15.

“O WhatsApp Business é uma ferramenta que ajuda muito no nosso dia a dia. Tanto para a área comercial, quanto para o suporte dos alunos. Por meio dele alimentamos os grupos com informações e convites, como o carnalive que está por vir” – diz Carolina Diniz, a teacher dos famosos.

foto
Reprodução

Do bloco na rua para a sala de casa, o Céu na Terra, um dos clássicos do Carnaval carioca, promoveu dois bailes online nos dias 6 e 7 e já prepara outra apresentação no sábado de carnaval, 13, no canal do grupo. A fase ‘bloquinho’ foi encerrada em 1998, quando o coletivo se consagrou como o Núcleo de Cultura Céu na Terra, que oferece oficinas, encontros e diversas atividades.

A organização conta com mais de 10 grupos setorizados no WhatsApp, onde reúne aproximadamente 400 pessoas entre equipes de músicos, figurinistas, cenografistas, produtores e demais participantes dos eventos. Os grupos também funcionam como difusores do conteúdo produzido pelo Céu na Terra.

“Os grupos são essenciais para que a gente consiga manter as conversas alinhadas com assuntos relacionados a cada uma das equipes”, explica Péricles Monteiro, coordenador do Bloco Céu na Terra. “A comunicação neste carnaval foi toda feita pelo WhatsApp. Criamos grupos especialmente para essa edição online, como a equipe de assessoria de imprensa e a produção da Espiral Conteúdo, além do grupo da Orquestra que realizou a gravação dos bailes. Nós organizamos as reuniões e os ensaios antes de cada fim de semana de gravação. E também combinamos as testagens de toda a equipe para evitar qualquer possibilidade de contágio por Covid-19.”, finaliza.

foto
Reprodução

De fantasia, festa e serpentina, o MinhoQueens entende bem. Conhecidos por sua irreverência e luta incessante, Luis Giusti, Mama Darling (Fernando Magrin) e Will Medeiros, expandiram a ideia do bloco, que já atraiu centenas de milhares às ruas do centro de São Paulo, para o Festival MinhoQueens de Cultura Drag, onde música, diversidade e cultura queer serão apresentados, debatidos e celebrados online e gratuitamente para todo o país, com mais de 40 atrações. Os ingressos são gratuitos e podem ser resgatados no Sympla.

Sempre perto dos foliões, o trio fundador mantém um grupo no WhatsApp com dezenas de fãs desde 2017 para contar novidades, trocar experiências, conhecer novos trabalhos, possíveis parceiros, divulgar a programação e todo o conteúdo do festival em primeira mão. “Depois de cinco anos no Carnaval de São Paulo, chegou a hora de levar conteúdo artístico ao público LGBTQIA+ de todo país. Contratamos cerca de 100 profissionais – boa parte LGBTQIA+ – que foram afetades pela pandemia e incentivamos doações à casa Florescer, elevando nosso discurso e posicionamento de que fervo também é luta. Estamos esperando a todes nos dias 13, 20 e 27 de fevereiro.”

Outras informações:
Carolina Diniz : rp.aluminata@gmail.com
Céu na Terra : simbiosecomunicacao@gmail.com
MinhoQueens : camila@cmcomunica.com
WhatsApp : whatsapp@hkbrasil.com.br

One thought on “Para respeitar o isolamento, WhatsApp é ponto de encontro pro #CarnavalEmCasa

Deixe uma resposta