cinesesc
0
Posted in AGENDA
9 de abril de 2018

Programação CINE SESC – de 12 a 18 de abril de 2018

Pitanga

(Dir.: Beto Brant e Camila Pitanga, Brasil, 2016, 110 min, 12 anos).

O filme investiga o percurso estético, político e existencial do ator Antônio Pitanga, que foi destaque em alguns dos momentos de maior inquietação artística do cinema brasileiro. Pitanga foi dirigido por grandes cineastas como Glauber Rocha (A idade da Terra, Barravento, Câncer), Cacá Diegues (Quilombo, Joanna Francesa, Ganga Zumba) e Walter Lima Jr. (Chico Rei, Menino de engenho), entre outros.

Não recomendado para menores de 12 anos

Dia 12/4, quinta, às 14h30

Dia 24/4, terça, às 21h30

Beduíno

(Dir.: Julio Bressane, Brasil, 2016, 75 min, 12 anos).

Um casal bastante curioso – dramaturgos de sua própria existência na qual a arte surge acompanhada de uma singular pretensão metafísica – procura pela coisa mais difícil, através de repetidas e variadas representações, em um cenário de luz onde se misturam esperança e desespero. Exibido na seleção oficial do Festival de Locarno.

Não recomendado para menores de 12 anos

Dia 12/4, quinta, às 17h

Dia 23/4, segunda, às 14h30

ARPILLERAS: ATINGIDAS POR BARRAGENS BORDANDO A RESISTÊNCIA

(Dir.: Coletivo de Mulheres do MAB. Brasil, 2017, 97 min)

Documentário. As histórias de cinco mulheres atingidas por barragens em cinco regiões brasileiras. Com a chegada de milhares de operários nos pequenos municípios que abrigam os canteiros de obras das hidrelétricas, há um aumento exponencial de assédio sexual, tráfico de mulheres, prostituição e estupro. O filme vai em busca destas histórias para denunciar à sociedade brasileira e internacional a violação de direitos das mulheres, especialmente. E mostra também o protagonismo e coragem destas mulheres na luta pelos direitos. Filme produzido pela Coletivo de Mulheres do MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens. Haverá bate-papo após a exibição.

Livre

Dia 12/4, quinta, às 19h30

 

MULHER-MARAVILHA

(Wonder Woman, EUA/China/Hong Kong/ Reino Unido/Itália/Canadá/Nova Zelândia, 2017, 141 min) Direção: Patty Jenkins

Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor se acidenta e cai em uma praia local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar, certa de que pode parar o conflito se conseguir encontrar Ares, o Deus da Guerra. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana descobre o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra. Baseado nos quadrinhos da DC Comics.

Livre

Dias 12 e 18/4, quinta e quarta, às 21h30

Poesia sem Fim

(Poesíasinfin, Chile/Reino Unido/França, 2016, 128 min, 16 anos)

Autobiografia do diretor Alejandro Jodorowsky, que homenageia através da sua história a herança artística do Chile. Durante sua juventude, o artista chileno se libertou das amarras de sua família e foi introduzido ao círculo artístico boêmio dos anos 1940, onde conheceu nomes promissores que se tornariam reconhecidos no século XX, como Enrique Lihn, Stella Díaz Varín e Nicanor Parra. Desse modo, o jovem Alejandro cresceu como artista, inspirado pela beleza da existência ao lado de seus companheiros, explorando a vida de forma livre e autêntica.

Não recomendado para menores de 16 anos

Dia 13/4, sexta, às 14h30

Dia 25/4, quarta, às 21h30

Guerra doParaguay

(Dir.: Luiz Rosemberg Filho, Brasil, 2017, 80 min, 16 anos).

Nessa metáfora poética sobre uma guerra sangren- ta, um fato inesperado se torna real: um encontro do passado com o presente, da barbárie com a arte. Um soldado vindo da Guerra do Paraguay se encontra uma trupe de teatro dos dias de hoje.

Não recomendado para menores de 16 anos

Dia 13/4, sexta, às 17h

Dia 16/4, segunda, às 14h30

Dunkirk

(Dir.: Christopher Nolan, Reino Unido/EUA/Holanda/França, 2017, 107 min, 14 anos)

Na operação que cuidou da evacuação de Dunquerque, na França, durante a Segunda Guerra Mundial, soldados do Império Britânico e da França são rodeados pelo exército alemão e devem ser resgatados durante uma feroz batalha. O filme acompanha três momentos distintos: uma semana na praia, onde o jovem soldado Tommy busca escapar; um dia inteiro em alto mar, onde o civil britânico Dawson leva seu barco de passeio para ajudar no resgate; e uma hora de confronto no céu, onde o piloto Farrier precisa destruir um avião inimigo.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 13/4, sexta, às 19h

Dia 24/4, terça, às 14h30

Roda Gigante

(Wonder Wheel, Dir.: Woody Allen, EUA, 2017, 101 min, 12 anos)

ConeyIsland, década de 1950. Ginny é uma ex-atriz que agora trabalha como garçonete. Casada com Humpty, o operador de carrossel do parque de diversões local, ela sente a vida passar ao largo. Um dia, conhece Mickey, um jovem salva-vidas que sonha se tornar dramaturgo, por quem se apaixona perdidamente. Mas quando Carolina, a filha de Humpty, aparece inesperadamente fugindo do marido mafioso, Ginny se vê dividindo com ela a atenção do jovem amante. Entre as duas nasce uma rivalidade que acaba por colocá-las em uma situação perigosa.

Não recomendado para menores de 12 anos

Dia 13/4, sexta, às 21h30

Corra!

(Get Out, Dir.: Jordan Peele, EUA, 2017, 104 min, 14 anos)

Chris e Rose são namorados já há algum tempo. Com o evoluir da relação, ela decide que é chegado o momento de apresenta-lo aos pais, Missy e Dean, e o convida para a reunião anual da família em sua casa, numa zona rural dos EUA. Apesar da insistência dele, Rose acha que não há qualquer razão para comunicar aos pais, que ela considera cultos e esclarecidos, o fato tão pouco significativo de seu namorado ser negro. Ao chegar lá, apesar de toda a simpatia com que é tratado, Chris percebe que algo de muito estranho se passa naquela casa. E quando resolve fugir daquele ambiente bizarro e claustrofóbico, percebe que ninguém está interessado em deixá-lo partir.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 13/4, sexta, às 23h30

Dia 21/4, sábado, às 17h

Gabriel e a Montanha

(Dir.: Fellipe Barbosa, Brasil/França, 2017, 131 min, 14 anos).

Antes de entrar para uma universidade nos Estados Unidos, o jovem economista Gabriel Buchmann decide viajar o mundo por um ano. Depois de dez meses na estrada, ele chega ao Quênia determinado a descobrir o continente africano e viaja por dois meses e vários países. Até que, ao chegar ao Malawi, decide subir o Monte Mulanje, que será seu último destino.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 14/4, sábado, às 14h30

Uma Mulher Fantástica

(Una Mujer Fantástica, Dir.: SebastiánLelio, Chile/EUA/Alemanha/Espanha, 2017, 104 min, 14 anos)

Marina é uma garçonete transexual que passa seus dias procurando sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e se apresentar nos clubes noturnos da cidade. Quando seu parceiro morre, ela se vê diante da raiva e do preconceito da família dele. Ela luta por seu direito de sofrer – com a mesma energia ininterrupta que exibiu quando lutou para viver como uma mulher. Vencedor de três prêmios no Festival de Berlim, incluindo melhor roteiro.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 14/4, sábado, às 17h

Dia 22/4, domingo, às 21h30

A Glória e a Graça

(Dir.: Flávio Ramos Tambellini, Brasil, 2016, 97 min, 14 anos).

Graça é uma mulher solteira, mãe de dois filhos. Ao descobrir um aneurisma cerebral impossível de ser operado, ela resolve ir atrás de seu irmão Luiz Carlos, que, por conta de uma briga, não vê há 15 anos. Quando se encontram, Graça é surpreendida ao se deparar com Glória, uma transexual que deixou de ser Luiz Carlos e vive há muito tempo uma vida completamente diferente, como dona de um restaurante em Santa Teresa. Sensibilizada pelas circunstâncias, Glória aceita se aproximar da família aos poucos.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 14/4, sábado, às 19h

Dia 24/4, terça, às 17h

Toni Erdmann

(Dir.: Maren Ade, Alemanha/Áustria/Suíça, Romênia, 2016, 162 min, 16 anos)

Winfried, um professor de música de meia-idade, decide fazer uma visita surpresa a sua filha Ines, que trabalha em Bucareste. Seu plano é simples e parece infalível: se reconectar com ela através do seu valioso arsenal de piadas excêntricas. Para isso, ele se transforma em Toni Erdmann, um personagem bizarro. Ines, por sua vez, se desespera ao ver sua vida perfeitamente organizada abalada por um imprevisto desta proporção. Quando seu pai lhe pergunta se está feliz, ela se vê sem resposta, dando início a uma mudança profunda.

Não recomendado para menores de 16 anos

Dia 14/4, sábado, às 21h30

La La Land – Cantando Estações

(La La Land, Dir.: DamienChazelle, EUA, 2016,128 min, Livre)

Vivendo em Los Angeles, a aspirante a atriz Mia e o músico de jazz Sebastian lutam para seguir em frente enquanto tentam realizar seus sonhos. Ela trabalha numa cafeteria e faz testes para trabalhos que nunca consegue; ele tenta conseguir dinheiro para abrir seu próprio clube de jazz. Os dois se conhecem por acaso uma noite e não demora para começarem um romance. Juntos, tentarão levar seus sonhos a frente, tendo também que lidar com a realidade.

Livre

Dia 15/4, domingo, às 14h30

Paterson

(Paterson, Dir.: Jim Jarmusch,EUA/França/Alemanha, 2016, 118 min, 12 anos)

Paterson trabalha como motorista de ônibus em uma pequena cidade em Nova Jérsei, curiosamente também chamada Paterson. Sua rotina é simples: todos os dias o jovem motorista segue por sua rota, observando a cidade enquanto escuta fragmentos de conversas. Em sua vida privada, ele divide a rotina com sua esposa, Laura, escreve poemas em seu caderno de notas, passeia com seu cão e vai ao bar beber uma única cerveja. Por outro lado, Laura está passando por um turbilhão de mudanças e a cada dia sonha com uma nova vida para ela. Exibido na Competição Oficial do Festival de Cannes.

Não recomendado para menores de 12 anos

Dia 15/4, domingo, às 17h

Dia 20/4, sexta, às 19h

Divinas Divas

(Dir.: Leandra Leal, Brasil, 2016, 110 min, 14 anos).

Rogéria, Jane Di Castro, Divina Valéria, Camille K, Eloína dos Leopardos, Fujika de Halliday, Marquesa e Brigitte de Búzios são ícones da primeira geração de artistas travestis do Brasil. A partir de uma íntima relação com a diretora e com o teatro de sua família, importante palco na trajetória de todas elas, o filme acompanha as personagens no processo de construção de um espetáculo que celebra seus 50 anos de carreira. O filme propõe a compreensão de suas vidas como obras de arte, mas também como ato político no Brasil de ontem e de hoje.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 15/4, domingo, às 19h

Moonlight – Sob a Luz do Luar

(Moonlight, Dir.: Barry Jenkins, EUA, 2016, 111 min, 16 anos).

Crônica da vida de Chiron, um jovem negro e gay, em Miami, a partir de três momentos diferentes: na infância, quando sofre maus-tratos na escola e com o vício de sua mãe em heroína, podendo contar apenas com a ajuda do traficante Juan, sua única figura paterna; na adolescência, quando descobre sua sexualidade e luta para ganhar independência; e na vida adulta, agora um traficante bem sucedido, quando reencontra um antigo amor. Apesar de todas as dificuldades, Chiron encontra rostos amáveis em sua jornada, que lhe ensinarão o amor e o ajudarão a escapar de um destino quase inevitável.

Não recomendado para menores de 16 anos

Dia 15/4, domingo, às 21h30

Dia 18/4, quarta, às 14h30

Era o Hotel Cambridge

(Dir.: Eliane Caffé, Brasil/França/Espanha, 2016, 99 min, 12 anos).

A inusitada trajetória de um grupo de refugiados recém-chegados ao Brasil que se une aos sem-teto, dividindo a ocupação em um edifício no centro de São Paulo. Na tensão diária pela ameaça do despejo, revelam-se dramas, situações cômicas e diferentes visões de mundo. O filme foi construído através de um processo colaborativo com um grupo de estudantes de arquitetura da Escola da Cidade e o MSTC – Movimento dos Sem Tetos do Centro. Vencedor do prêmio de melhor filme pelo público na Mostra de São Paulo e melhor filme pela crítica e pelo público e melhor montagem no Festival do Rio.

Não recomendado para menores de 12 anos

Dia 16/4, segunda, às 17h

Cidadão Kane

(Citizen Kane, Dir.: Orson Welles, EUA, 1941, 120 min, 10 anos)

Não recomendado para menores de 10 anos

Dia 16/4, segunda, às 19h

Conversas com Eliane Caffé e Carla Caffé

No evento a diretora e a diretora de arte são convidadas a partilhar suas experiências por meio da mediação de um jornalista e perguntas do público.

Livre

Dia 16/4, segunda, às 19h30

Ingresso – Grátis / Grátis / Grátis

As Duas Irenes

(Dir.: Fabio Meira, Brasil, 2017, 89 min, 14 anos).

Irene, uma tímida menina de 13 anos e filha mais velha de uma tradicional família do interior de Goiás, descobre que o pai tem uma segunda família com uma costureira da vizinhança e outra filha de sua mesma idade, também chamada Irene. Sem que ninguém saiba, ela se arrisca para conhecer a nova irmã e acaba fazendo uma nova amizade, descobrindo uma Irene e um universo familiar completamente diferentes do seu. Vencedor de quatro prêmios no Festival de Gramado, incluindo melhor roteiro e prêmio da crítica.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 16/4, segunda, às 21h30

Dia 25/4, quarta, às 14h30

Extraordinário

(Wonder, Dir.: Stephen Chbosky, EUA/Hong Kong, 2017, 113 min, 10 anos)

AuggiePullman, dez anos, sofre de síndrome de Treacher Collins, uma malformação congênita rara que se manifesta em deformações no crânio e na face e já foi operado diversas vezes ao longo da sua curta vida. Agora que está entrando no quinto ano escolar, seus pais acreditam que é o momento ideal para ele deixar de estudar em casa e se aventurar numa escola normal. Apesar de consciente do grande desafio que tinha pela frente, Auggie não esperava que o seu aspecto físico fosse causar tanta aversão aos colegas. Contudo, à medida que os dias vão passando, acaba por compreender que tudo tem seu tempo, até mesmo a aceitação da diferença.

Não recomendado para menores de 10 anos

Dia 17/4, terça, às 14h30

Comeback

(Dir.: Erico Rassi, Brasil, 2016, 89 min, 16 anos).

Amador é um ex-pistoleiro aposentado e relegado ao ostracismo. Solitário e amargurado, ele coleciona em um álbum os recortes de jornal de seus crimes antigos. Após várias humilhações, ele vai reagir com violência à hostilidade do mundo que o cerca, ao mesmo tempo em que tentará voltar à ativa. Vencedor do prêmio de melhor ator (Xavier) no Festival do Rio.

Não recomendado para menores de 16 anos

Dia 17/4, terça, às 17h

BladeRunner, O Caçador de Andróides

(BladeRunner, Dir.: Ridley Scott, EUA, 1982, 117 min, 14 anos)

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 17/4, terça, às 19h

Dia 20/4, sexta, às 21h30

A Criada

(Ah-ga-ssi, Dir.: Park Chan-wook, Coreia do Sul, 2016, 151 min, 18 anos)

Coreia do Sul, anos 1930. Durante a ocupação japonesa, a jovem Sookee é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica, Hideko, que leva uma vida isolada ao lado do tio autoritário. Mas acontece que Sookee guarda um segredo: ela e um vigarista planejam desposar a herdeira, roubar sua fortuna e trancafiá-la em um sanatório.

Não recomendado para menores de 18 anos

Dia 17/4, terça, às 21h30

Dia 24/4, terça, às 19h

Joaquim

(Dir.: Marcelo Gomes, Brasil/Portugal, 2017, 97 min, 14 anos)

A história do que levou Joaquim José da Silva Xavier, um dentista comum de Minas Gerais,a se tornar mais conhecido por sua alcunha, Tiradentes, transformando-se em um importante herói e mártir nacional que veio a liderar o levante popular chamado até hoje de Inconfidência Mineira. Selecionado para a Competição Oficial do Festival de Berlim.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 18/4, quarta, às 17h

O Filme da Minha Vida

(Dir.: Selton Mello, Brasil, 2017, 113 min, 14 anos).

O jovem Tony Terranova precisa lidar com a ausência do pai, que deixou ele e a sua mãe para voltar a viver na França. Professor de francês no colégio da cidade, ele se vê às voltas com seus alunos adolescentes. Apaixonado pelos filmes que vê no cinema da cidade grande, Tony faz do amor e do cinema suas grandes razões de viver.

Não recomendado para menores de 14 anos

Dia 18/4, quarta, às 19h

Cinema da Vela A Representatividade Negra no Cinema

com Renata Martins, Camila de Moraes e Viviane Pistache

O Cinema da Vela tem como intuito discutir o tema das questões raciais e da representatividade dos negros no cinema, pensando a produção de 2017 e em filmes como “Corra!”, “Moonlight”, “Eu não sou seu Negro”, no cenário estrangeiro, bem como o “Joaquim” e “Corpo Elétrico” na cinematografia nacional.

Livre

Dia 18/4, quarta, às 19h30

Grátis – Sem retirada de ingressos.

 

Alimentação

Lanches 2018

De 11/1 a 31/12, segundas a domingos, às 13h15

Bar

Consiste em preparo, conservação, fornecimento e distribuição de alimentos que, comparados a uma refeição, apresentam menor complexidade e aporte calórico e nutricional.

De 11/1 a 31/12, segundas a domingos, às 16h

Tagged with: , ,

Deixe uma resposta