Em novo single, Last Aliens in Rio defende a diversidade sexual

Last Aliens in Rio… com esse nome que parece de banda ou coletivo, Felipe Lion, um cantor e compositor carioca, radicado em São Paulo, embala seu projeto pessoal de renovação da bossa nova. Last Aliens in Rio é, assim, na verdade, o próprio Felipe Lion. Após deixar a banda de rock Merlim, Felipe Lion partiu para experimentos com bossa nova; incomodado como fato dela parecer aprisionada entre seus clássicos e versões cover de hits da música internacional.

foto
Reprodução

Após oferecer o projeto para várias gravadoras brasileiras, sem que obtivesse nenhuma resposta, assinou em 2015 com o selo sueco Mareld/Substream e lançou o primeiro álbum dessa nova fase: Teu Doce Jeito de Dizer Adeus. No ano seguinte passou para a gravadora italiana RNC Music, de Milão, lançando os álbuns Bossa Nova Hotel (2016) e Índia (2019). No Brasil, a RNC Music é representada pelo selo Spottlight.

Índia alcançou números importantes para um trabalho desse gênero. Só no Spotify teve até agora mais de 500 mil execuções (streams), sendo incluída, inclusive, na lista de reprodução Café Bossa; uma das playlists oficiais dessa plataforma. Mesmo com esse relativo sucesso, Felipe Lion decidiu fazer uma mudança de rota, lançando em maio deste ano o single O Sono Dela. O single marca uma nova etapa nessa tentativa de atualizar o estilo, agregando elementos da música eletrônica à bossa-jazzy, em geral em compasso 7/8, do Last Aliens in Rio.

Agora, lança, no dia 09 de julho, Pétalas Elétricas, outra bossa eletrônica; desta vez abordando um tema bem contemporâneo, que é o da questão da liberdade sexual e de gênero. A música, composta como de costume pelo próprio Felipe Lion, no entanto, aborda o tema de forma delicada e lírica. Podemos ver isso neste trecho da letra:

Flor cibernética tuas pétalas elétricas

Guardam teu sexo multicor

Flor cibernética, tuas pétalas elétricas

Me dão choque, quando a gente faz amor

 

Na rua, a céu aberto

Descoberto por nós dois

Na chuva, sem mistério

Como um sonho que se impôs

O Last Aliens in Rio está programando o lançamento de mais singles ainda este ano – inclusive uma collab com o músico, produtor e compositor italiano Max Gabin (da dupla Gabin) – além de um novo álbum e shows no Brasil e no exterior para o próximo ano. Os shows terão a produção de Herbert Lucas, conhecido por ser diretor artístico da casa de shows Bourbon Street Music Club (SP) e pela produção de diversos festivais e tournées de artistas internacionais, como B.B. King, Nina Simone, Ray Charles, Amy Winehouse, Aerosmith etc.

Para saber mais, sugerimos visitar:

Site oficial de Felipe Lion: www.felipelion.com

Instagram oficial do Last Aliens in Rio: https://www.instagram.com/last_aliens_in_rio/?hl=en

Last Aliens in Rio nas plataformas streaming: https://ffm.to/rrjbko7

Downloads (música, fotos, ficha técnica): http://www.felipelion.com/petalaseletricas/

Deixe uma resposta