JANEIRO BRANCO: a saúde mental de pessoas LGBT+

Como em janeiro, normalmente, nós idealizamos nossas resoluções para o ano, fazemos nossos planejamentos, se incentiva, por meio da campanha, a definição de estratégias que contribuam para o desenvolvimento da nossa a saúde mental. Diante disso, o canal A GENTE SE VÊ e o coletivo ACEITA se juntaram para falar de um tema muito importante: a saúde mental de pessoas LGBT+.
Dados sobre os maiores impactos da pandemia para a população LGBT+ como as novas regras de convívio, solidão, convívio familiar, falta de dinheiro/trabalho são apresentados e comentados pelo psicólogo, professor e doutor em psicologia Diego Vinícius.

Reprodução

O vídeo tem objetivo de alertar sobre a nossa saúde mental e a possibilidade de buscar ajudar quando for necessário. Vale lembrar que algumas populações, como é o caso da LGBT+, está mais vulnerável a algumas demandas sociais e por isso a necessidade de políticas públicas que garantam a sobrevivência, cidadania e os direitos das pessoas LGBT+.

Você pode assistir o vídeo clicando aqui ou acessando www.aceitafesta.com.br.

Deixe uma resposta