5 dicas para evitar a LGBTfobia nos processos seletivos

Os processos seletivos são conhecidos por serem a porta de entrada dos colaboradores de uma empresa. É nesse momento que os candidatos têm um contato mais próximo com a cultura e os valores das organizações. E a diversidade LGBTQIA+ está entre as pautas mais abordadas nesse momento.

foto
Reprodução

“Como consultor de recrutamento, recebo muitos questionamentos. Vivemos em uma sociedade que ainda tem muito o que aprender quando o assunto é a convivência com o diferente. As discussões sobre discriminação sexual deveriam estar presentes nas mesas de reuniões de toda organização que quer promover mudanças e continuar prosperando nos negócios”, diz André Benito, consultor de recrutamento sênior do PageGroup.

Confira abaixo 5 dicas importantes voltadas aos candidatos LGBTQIA+ para que possam seguir nos processos de recrutamento:

– Conhecer o interlocutor: é importante que o candidato conheça a empresa ou organização, como ela se posiciona sobre o tema da diversidade, quem é a pessoa que vai entrevistá-lo, além de saber exatamente as expectativas da própria empresa para o cargo que está concorrendo;

– Ser transparente: estar consciente de si, saber quem é como pessoa, expor suas motivações, mostrar comprometimento e interesse em superar desafios são pontos que os candidatos devem ter em mente no momento da conversa com o recrutador ou com o profissional de RH;

– Reconhecer suas capacidades: destacar competências técnicas e comportamentais, e os talentos que de fato possui, é fundamental para que o candidato tenha êxito durante o processo de seleção e possa participar de uma nova etapa;

– Valorizar seu diferencial: identificar os pontos em potencial e buscar referências na sua bagagem profissional e de vida podem fazer o perfil do candidato se sobressair em relação aos seus concorrentes;

– Ser protagonista: recusar uma posição de vitimismo ou inferioridade e assumir suas habilidades e competências pessoais e profissionais pode ser o caminho para que o candidato tenha uma participação bem-sucedida.

Diversidade nas empresas

Ricardo Basaglia, diretor geral do PageGroup, avalia com otimismo o tema da diversidade dentro das empresas, considerando avanços significativos nos últimos anos, mas que ainda há muito que evoluir.

“Quando olho o mercado há 15 anos e hoje, houve uma evolução importante. Ainda tem muito o que evoluir, mas temos que reconhecer os avanços. O mundo está cada vez mais competitivo e as empresas, para poderem sobreviver e continuar atuando no mercado, precisam ter os melhores talentos. Ao invés de focar em estereótipos, elas deveriam focar nas pessoas que vão atingir resultados”, afirma Basaglia.

“Pesquisas apontam que, quanto mais diverso for o ambiente de uma empresa, maior será seu resultado. Empresas com maior diversidade no seu quadro de funcionários, no seu quadro de liderança, tem maior resultado do que empresas que não as têm”, acrescenta.

PageGroup e D&I

O PageGroup promove muitas ações de diversidade e inclusão, tendo conquistado nos últimos anos 10 prêmios relacionados a estratégias e iniciativas de D&I.

Em 2020, lançou a Unity@Page, unidade com foco em equipes multiculturais, diversificadas e inclusivas, gerando um ambiente de trabalho favorável ao crescimento e sucesso de seus negócios e colaboradores.

No mesmo período, deu início a um Programa de Mentoria Reversa, que permite a seus funcionários trocarem habilidades e conhecimentos em toda a empresa, além de dar a todas as idades e funções a oportunidade de obter exposição em diferentes setores.

Deixe uma resposta