A importância da discussão sobre diversidade em startups

A Pier, é a primeira seguradora brasileira a usar inteligência artificial para que todas as pessoas possam proteger seus bens com preço justo e sem burocracia.

foto
Reprodução

Em março deste ano e de maneira totalmente orgânica, dentro da Pier, foi elaborado o Comitê da Diversidade, organizado por 8 funcionários. A ideia surgiu de um bate papo bem descontraído entre eles, onde enxergaram a necessidade de criar um espaço totalmente seguro e aberto à discussões, para que pudessem se tornar um grupo referência, capaz de orientar e até mesmo educar quem tivesse interesse sobre as mais variadas temáticas que envolvem a comunidade LGBTQIA+. Seguindo um dos pilares da empresa, que é levar leveza à vida das pessoas, o Comitê passou a se reunir, mensalmente, nos chamados Cafés Virtuais, aberto para todos os Piers da empresa.

Sabendo do longo caminho a percorrer, o Comitê da Diversidade acredita na transformação e disseminação da cultura e, a cada novo encontro, novos Piers passam a fazer parte, contribuindo com temáticas do dia a dia, dúvidas e relatos pessoais como transsexualidade, filhos e mães LGBTQIA+, assuntos já abordados nos Cafés. De forma espontânea, o grupo recebeu todo apoio e incentivo por parte dos Founders e líderes, que também repensaram as metas da empresa para o próximo trimestre, como uma nova iniciativa para tornar o ambiente de trabalho ainda mais confortável, seguro e diverso.

 

Deixe uma resposta