Instituto implementa melhorias na gestão e tem contas aprovadas sem ressalvas por empresa de auditoria britânica
0
Posted in TURISMO ✈
12 de agosto de 2018

Inhotim comemora marca de 3 milhões de visitantes

O Instituto Inhotim alcançou a marca de 3 milhões de visitantes desde sua abertura ao público, em 2006. Conhecido por seus relevantes acervos de arte contemporânea e botânico, o Inhotim tornou-se um dos principais destinos turísticos e culturais do Brasil e de Minas Gerais. Anualmente, mais da metade dos visitantes têm acesso ao Inhotim gratuitamente por meio das quartas-feiras gratuitas e dos projetos socioeducativos do Museu.

Para o diretor executivo do Inhotim, Antonio Grassi, a marca de três milhões é um grande motivo para comemorar:
 
“Ficamos muito orgulhosos com essa conquista. Três milhões de visitantes é um número bastante significativo quando pensamos que o Inhotim não tem um metrô na porta e não está localizado em um grande centro. Ao longo dos anos, o Inhotim cresceu e se transformou em uma instituição sólida e admirada, que desperta interesse nacional e internacional por integrar arte, natureza, arquitetura, educação e uma intensa programação cultural. É um patrimônio artístico e cultural de todos os brasileiros e do mundo. Para o futuro, queremos fazer mais e melhor”, celebra Grassi.
 
Dando seguimento à política de gestão desenvolvida ao longo dos anos, com foco na transparência e na ética, o Inhotim contratou a empresa SmartGov para a elaboração e implementação de um Programa de Integridade Corporativa e Compliance, a fim de garantir padrões de gestão e processos eficientes. Entre as ações planejadas, estão a criação de um Comitê de Ética, a elaboração de um Código de Ética e Conduta e a assinatura do “Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção”.
 
Além disso, pelo quinto ano consecutivo, a Ernst & Young aprovou as contas de 2017 do Inhotim sem ressalvas, atestando a lisura do Instituto na administração de seus recursos. Anualmente, todas as contas do Inhotim são submetidas a um rigoroso processo de auditoria e prestação junto à empresa britânica e também junto ao Ministério da Cultura. Desde que a Ernst & Young foi contratada para fazer a auditoria do Inhotim, em 2012, as contas do Instituto são aprovadas sem ressalvas.
 
“Todos esses esforços buscam aprimorar ainda mais os processos do Inhotim, garantindo a sustentabilidade da Instituição e a construção de relações de confiança com os seus diversos públicos”, complementa Grassi.
 
Aumento na visitação
 
No ano de 2017, o Museu recebeu 345.829 visitantes, um crescimento de 7,5% na comparação com 2016, que fechou com 321.724. Em julho do ano passado, o Inhotim bateu recorde histórico de visitação mensal, com mais de 63 mil pessoas, e recorde diário de 13.500 na quarta-feira gratuita.
 
Segundo pesquisa da Vox Populi, 57% dos visitantes são provenientes de Minas Gerais; 30%, de outros estados; e 13% de outros países — a porcentagem de estrangeiros chegou a 20% durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Brasil.
 
O Instituto Inhotim representou uma importante guinada econômica para Brumadinho, provocando aumento no setor turístico e hoteleiro, além de representar uma nova perspectiva para os jovens que têm no Inhotim seu primeiro emprego. Atualmente, o Inhotim conta com cerca de 600 funcionários (diretos e indiretos) – aproximadamente 90% dos funcionários são da região.
 
INSTITUTO INHOTIM
Museu de Arte Contemporânea e Jardim Botânico, o Instituto Inhotim apresenta ao público uma coleção artística de relevância internacional, exibindo de forma permanente obras de renomados artistas brasileiros e estrangeiros. Ao integrar arte, botânica, paisagismo, arquitetura e educação, o Inhotim proporciona uma experiência singular ao visitante, diferente de outras instituições museológicas convencionais. 
 
Nos 140 hectares de visitação, o visitante encontra 23 grandes galerias – 19 permanentes e quatro temporárias – e outras 23 obras de grande escala distribuídas em uma bela paisagem. No campo botânico, o público tem a oportunidade conhecer espécies de todos os continentes, que integram uma coleção de cerca de 4,5 mil plantas – algumas delas raras e ameaçadas de extinção. Os acervos artístico e botânico são amplamente utilizados em projetos socioeducativos e ambientais do Inhotim que visam à promoção do desenvolvimento humano e à conservação da biodiversidade.
 
Instituto Inhotim
31 3571-9700 | 31 3194-7300
 

Tagged with: , ,

Deixe uma resposta