Homossexualidade na formação dos professores é tema de livro

“A suposta homossexualidade” (editora Appris) novo livro de Ronaldo Alexandrino, será lançado no próximo dia 16 de novembro, terça-feira, às 20h, no Teatro Oficina do Estudante Iguatemi, em Campinas, São Paulo (Avenida Iguatemi 777, Vila Brandina). O evento terá ingressos limitados, atendendo os protocolos de distanciamento social. Doutor e mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas/Unicamp, Ronaldo apresenta o resultado do trabalho de mestrado em Educação sobre a homossexualidade na formação de professores.

foto
Reprodução

“O livro mostra que o conceito de homossexualidade que temos hoje é uma construção, portanto como uma representação social. Esse conceito também foi criado em outras sociedades, em outros momentos. O que a gente chama hoje de homossexualidade já foi chamado, por exemplo, de homofilia na Grécia e Roma Antiga, sodomia no período da Idade Média e pederastia no movimento higienista na Europa nos séculos 17 e 18”, lembra Ronaldo Alexandrino.

Para o autor, o Brasil vive hoje um cenário de negação da discussão da temática nas escolas em relação às questões de gênero. “O documento oficial para construção curricular, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), excluiu a palavra gênero do documento. Mas qual é o impacto disso na escola? Se não está no documento, não é mais uma possibilidade de discussão. Diante de desafios como esses, o livro constrói possibilidades e práticas de discussão para a formação de professores sobre o tema”, destaca.

Sobre o autor: Doutor e mestre em Educação na área de Psicologia Educacional pela Universidade Estadual de Campinas/Unicamp, vinculado ao grupo de pesquisa DiS (Diferenças e Subjetividades em Educação) como professor colaborador. Pós-doutorando em Psicologia pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul/UFMS, vinculado ao grupo de pesquisa GEPPE (Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicologia e Educação). Possui graduação em Letras (Português/Inglês — Tradutor/Intérprete) pela Universidade Paulista, com especialização em Psicopedagogia (Clínica e Institucional) pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (2005). Atualmente é professor concursado do ensino fundamental na Prefeitura Municipal de Hortolândia (SP), atuando também na função de diretor escolar desde 2017.

 

Deixe uma resposta