Dia do orgulho LGBTQIA+: como a data ressalta a importância da diversidade nas empresas?

A preocupação em criar um ambiente de trabalho diverso e inclusivo está ganhando cada vez mais força no mundo corporativo. Há anos este tema é abordado, inclusive com datas que ressaltam essa importância, como o Dia do Orgulho LGBTQIA+, que é celebrado em 28 de junho. Mesmo assim, ainda vemos fortes barreiras a serem quebradas – afinal, não basta estabelecer políticas de incentivo à contratação desses profissionais, sem a preocupação em transformar o dia a dia da organização.

foto
Reprodução

Infelizmente, os desafios encontrados por esse público no mercado de trabalho ainda não são enormes. Em uma pesquisa feita pela consultoria de engajamento Santo Caos, 61% dos profissionais LGBTQIA+ brasileiros entrevistados disseram que escondem sua orientação sexual em suas empresas. Para piorar, 41% dos gays afirmam terem sofrido discriminação em seu ambiente de trabalho por sua identidade de gênero.

A falta de conscientização da importância da inclusão em um ambiente de trabalho pode ser fator determinante para uma péssima imagem da empresa – não somente perante os concorrentes, mas principalmente para os clientes. Os novos consumidores prezam e dão preferência por organizações diversas, que se preocupam em incentivar a vinda desses profissionais e em estimular uma cultura de respeito entre todos.

Ser uma empresa diversa não significa somente contratar profissionais LGBTQIA+, mas sim respirar isso todos os dias. Não adianta colocar um logo colorido nas redes sociais, se a cultura não for algo real na empresa. Vivemos em um mundo que preza por um equilíbrio e, para isso, não temos que trabalhar com igualdade, mas sim com equidade – reconhecendo essas diferenças entre cada pessoa e lutando para que todos tenham as mesmas condições e oportunidades.

Uma política ética e inclusiva é vantajosa para toda a cultura organizacional. Uma empresa onde todos se sentem importantes, valorizados e sem preocupações em serem discriminados por serem eles mesmos, gera mais conexão e empatia entre os times. Quando somos bem acolhidos e respeitamos nossos colegas, nos sentimos mais felizes no ambiente de trabalho. Cria-se um cenário inspirador para a expansão da mente, criatividade, produtividade e, consequentemente, para a visão de novas oportunidades de negócios.

Com essa cultura interna, ainda é possível aperfeiçoar os canais de atendimento, tornando-os mais humanizados. Ter diferentes personalidades, hábitos e crenças é fundamental até para a criação de chatbots, que usam a inteligência artificial para automatizar o relacionamento com os clientes. Empresas que não contam com um time diverso, dificilmente conseguirão desenvolver boas estratégias para esses canais de comunicação. É preciso estar preparado para lidar com os mais diversos públicos e suas necessidades.

Para aqueles que ainda não encontraram o melhor caminho para iniciar essa jornada de inclusão, existem diversas plataformas online e ONGs que podem ser excelentes parceiros na atração desses talentos. Mas é preciso se atentar para desenvolver essas ações continuamente, e não apenas em casos pontuais.

O Dia do Orgulho LGBTQIA+ representa o espelho da nossa sociedade, e mostra que quanto mais falarmos sobre isso, mais as empresas irão estimular um ambiente de trabalho inclusivo. O foco está em fornecer todo o apoio necessário para que os funcionários sejam eles mesmos, sem medo ou preocupações, de forma que se sintam mais confortáveis. Uma coisa é certa: quando um funcionário se sente contente em seu trabalho, o consumidor sentirá essa sensação na entrega do produto ou serviço prestado com maior qualidade.

 

Deixe uma resposta