Exposição ‘Nomes do Amor’ sobre famílias plurais chega à Paulista

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

Chega à Avenida Paulista, principal ponto turístico de São Paulo, a exposição “Nomes do Amor: o amor que ousa dizer seu nome”, para uma curta temporada no Banco Citi, próximo à Estação Trianon Masp do Metrô. A exposição faz parte de um projeto itinerante do Museu da Diversidade Sexual (MDS), instituição da Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo.

A partir da abordagem documental de casais reais, a mostra, feita pelo olhar da artista-pesquisadora Simone Rodrigues, revela uma amostra da pluralidade ainda pouco conhecida da família homoafetiva brasileira. No Brasil, este tipo de família contemporânea ainda não conta com estatísticas oficiais. Este projeto manifesta a (re)existência desses afetos.

A mostra já passou por diversas cidades de São Paulo, enfatizando o interesse do MDS de romper com as barreiras, físicas e simbólicas, da sua sede na região da Praça da República, em São Paulo. Os registros integram um projeto desenvolvido desde 2014 – e ainda em processo – por Rodrigues, que tem um comprometimento profissional de longa data com trabalhos imersivos voltados para a coletividade e inclusão.

Serviço:

  • Data: De 26 de julho a 26 de agosto
  • Local: Banco Citi | Térreo Santos – Lobby
  • Endereço: Av. Paulista, 1111 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-920
  • Horário: 08h00 às 19h00 (no dia da abertura a exposição abrirá as 12h)
  • Mais sobre Nomes do Amor: Link.

Sobre o MDS 

O Museu da Diversidade Sexual (MDS) é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo ligada à Secretaria da Cultura, Economia e Indústrias Criativa, sendo o primeiro equipamento cultural da América Latina relacionado à Memória e Estudos da Diversidade Sexual.

A instituição é destinada à memória, arte, cultura, acolhimento, valorização da vida, agenciamento e desenvolvimento de pesquisas envolvendo a comunidade LGBTQIAP+ (contemplando a diversidade de siglas que constituem hoje o MDS) e seu reconhecimento pela sociedade brasileira. Trata-se de um museu que nasce e vive a partir do diálogo com movimentos sociais LGBTQIAP+, que se propõe a discutir a diversidade sexual e tem, em sua trajetória, a luta pela dignidade humana e a promoção por direitos, atuando como um aparelho cultural para fins de transformação social.

Atualmente, o MDS passa por uma reforma de ampliação da sua sede, na estação República do metrô, em São Paulo. Com isso, a unidade terá melhor infraestrutura para abrigar exposições, mostras e demais ações educativas do Museu, alcançando um público ainda maior.

Sobre o Instituto Odeon 

Atualmente o Museu da Diversidade Sexual é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social que tem como missão promover gestão e produção cultural e artística de excelência, em diálogo com a educação, agregando valor público para a sociedade. O Instituto Odeon existe para trazer mais cultura para as cidades e mais arte para as pessoas e transformar a percepção do público sobre museus e eventos culturais, trabalhando em direção a um país que promove a expressão da arte, expande o acesso ao que é produzido e leva a sério seu legado cultural.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

A importância do marketing inclusivo na indústria de viagens

O marketing inclusivo tornou-se uma peça fundamental na estratégia das empresas que buscam se destacar no mercado atual

More Articles Like This

- Publicidade -