Scruff e Gay Blog lançam campanha voltada à saúde de pessoas trans

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

Desde 2004, o dia 29 de janeiro – quando Brasília foi palco  de um ato nacional para o lançamento da campanha “Travesti e Respeito” – foi instituído como o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Uma data para lembrar e combater a violência, a discriminação, a desinformação, o preconceito e a transfobia sofridos por um dos grupos sociais mais vulneráveis da nossa sociedade, a população trans.

O SCRUFF – aplicativo mais seguro e melhor classificado para gays, bissexuais, trans e queer se conectarem e o único fundado e gerido por pessoas LGBTQ –  e seu parceiro de conteúdo Gay Blog BR fazem uma ação conjunta no mês de janeiro para reforçar a luta pela visibilidade e direito de pessoas Trans. A ação consiste em três frentes: infográfico sobre a data, postado em suas redes sociais com alerta no app,  postagem de dois vídeos, um sobre a importância de discutir saúde trans e outro sobre denúncia de transfobia no app, e uma entrevista com a médica infectologista Maria Felipe Medeiros, pessoa trans e não binárie feminina, que cobra uma atitude mais contundente das autoridades e da sociedade.

“Eu tive oportunidade de me formar enquanto médica, hoje sou infectologista, mas só consegui ter forças para me assumir enquanto trans após sair de todas as amarras de formação profissionais possíveis. Eu obviamente tive que me fechar durante muito tempo para que eu sobrevivesse neste ambiente tão hostil”, afirma Maria Felipe, que complementa: “E fico muito grata e feliz de ver outras manas trans e travestis e outros manos trans acessando a universidade já com o peito aberto e já se colocando assim desde o dia 1, se formando e entrando no mercado de trabalho, na saúde, para trabalhar por nós e para nós“.

Mesmo com os avanços possíveis em questões como acesso à saúde, respeito aos nomes sociais, direito ao trabalho, à vida, entre outra reinvindicações, a população trans e travesti enfrenta inúmeros desafios no que se refere, principalmente, a área da saúde. Discriminação, acolhimento inadequado, despreparo dos profissionais, além da ausência de políticas públicas, foram alguns dos problemas citados pelo Relatório da CPI de Violência Contra Trans e Travestis de São Paulo, realizado em 2022.

Maria Felipe Medeiros ressalta que, além da “transfobia escancarada” vista em diversos ambientes, por vezes os profissionais trans acabam atrasando processos que beneficiariam o acolhimento da própria comunidade dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), e também muitas vezes fora dele. Em suas redes, a infectologista abre também espaço para o diálogo e tira dúvidas sobre questões da saúde que envolvem a comunidade LGBTQIAPN+, como o alerta sobre o risco maior de mulheres trans e travestis se infectarem com HIV, devido as situações de vulnerabilidade as quais são expostas.

“Hoje me sinto muito feliz de estar atuando em locais onde sou respeitada como médica, como infectologista e também como trans feminina, e, para além do respeito, atuo auxiliando o acesso das minhas e dos meus nestes locais. Hoje, em todos os locais que trabalho, eu minimamente trabalho com saúde LGBTQIAPN+”, finaliza.

Presente no Brasil desde 2018, o SCRUFF, marca que sempre se mostrou parceira da comunidade, participa ativamente de eventos da cena, divulgando, apoiando e patrocinando, além de realizar eventos próprios e em parcerias. O aplicativo também conta com ferramentas para tornar a experiência de seus usuário mais segura.

Fundado em 2010 por Johnny Skandros e Eric Silverberg, agora seu CEO, disponível gratuitamente em dispositivos iOS e Android, o SCRUFF é uma gigante comunidade que conecta mais 15 milhões de membros em todo o mundo, em 180 países e 6 continentes e pode ser acessado em 9 idiomas: inglês, italiano, espanhol, português, alemão, francês, japonês, chinês e árabe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Os 3 destinos mais escolhidos pelos turistas no Caribe

Cancún, Riviera Maya e Punta Cana vêm marcando tendências entre os viajantes, segundo a RCD Hotels, empresa responsável pelo marketing e venda de propriedades de luxo no México, no Caribe e nos Estados Unidos

More Articles Like This

- Publicidade -