Escola Livre de Artes (ELÃ) promove conversa com artistas residentes e ballroom no Galpão Bela Maré

Dia 23, sábado, a partir das 16h, será a realizada resenha sobre as obras da exposição Pista Ritmo Fluxo, seguida do Baile ELÃ

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

A Escola Livre de Artes (ELÃ), iniciativa do Observatório de Favelas realizado pelo Galpão Bela Maré, realiza no dia 23/09 uma dupla programação. A partir das 16h, acontece a resenha com artistas da exposição Pista Ritmo Fluxo, que traz obras de residentes da turma de 2023 da ELÃ. Na sequência, será realizado o Baile ELÃ, que trará a cultura e estética do ballroom para o Bela Maré.

Para esse bate-papo, estão Agatha Maria, Aline Peres, Bruno Lyfe, Ciana, Guilherme Kid, Idra Maria, Joelington Rios, Malvo, Mapô, Mayra, Melissa de Oliveira, Myllena Araujo, Preta QueenB Rull, Roberta Holiday e Tainan Cabral. A coordenadora pedagógica da ELÃ, Natália Nichols, será responsável pela mediação da conversa com os artistas. Segundo ela, essa troca informal apresentará uma outra perspectiva das obras ao público:

“A ELÃ é uma residência formativa, e por isso privilegia o processo de criação da turma, nosso intuito é fazer com que cada artista participante crie reflexões sobre suas pesquisas, e essas reflexões são apresentadas ao público em forma de exposição. Durante a Resenha com artistas teremos a oportunidade de conhecer mais intimamente como se deram esses processos de forma individual, na ocasião cada artista vai poder abrir um pouco deste percurso por meio de um bate-papo informal”.

Para o Baile ELÃ, a Statement Mother Idra Mamba Negra, artista residente da turma deste ano, fará a ativação de sua obra de arte, Encruzilhada, em celebração a cultura ballroom. Segundo a artista, a instalação faz referência às passarelas de moda, mas também aos piers de Nova York, locais marginalizados que foram palco do surgimento e disseminação da cultura dos bailes. A passarela em formato de T também é uma alusão ao local onde as pombagiras, divindades de matriz africana, são cultuadas.

“A instalação não é um mero divisor rígido, mas um símbolo conceitual de encontro, expressão e pluralidade. Como uma ode à autenticidade, criatividade e autoexpressão, Encruzilhada se torna palco para a expressão individual e coletiva, sobretudo dos sujeitos que historicamente dançam nas margens. Um lugar onde as influências se misturam e se complementam. Um espaço de convergência vivo que celebra a força da interação”, explica Idra Maria.

A pedido da artista, quem comparecer ao baile deve utilizar as cores preto, vermelho e branco. O baile é aberto para todes e as categorias da competição serão: 1.Runway (passarela), 2.Face (ou o famoso “carão”), 3.Fashion Killa (melhor look), 4.Vogue Performance, 5.Femme Queen Performance (performance). Todas as categorias são abertas ao público.

Já para embalar o Baile Elã, DJ BIDA, residente da Escola de Mistérios, trará suas experimentações sonoras, com o melhor do house e disco.

A ELÃ – Escola Livre de Artes é apresentada pelo Ministério da Cultura e Observatório de Favelas. Tem patrocínio do Instituto Cultural Vale, Itaú Unibanco e White Martins, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Apoio Institucional: Itaú Cultural e Instituto JCA. Apoio: Samambaia.org. Parceria: Produtora Automatica Realização: Observatório de Favelas e Ministério da Cultura, Governo Federal.

Escola Livre de Artes (ELÃ) promove conversa com artistas residentes e ballroom no Galpão Bela Maré - Foto: Divulgação
Escola Livre de Artes (ELÃ) promove conversa com artistas residentes e ballroom no Galpão Bela Maré – Foto: Divulgação

Sobre o Observatório de Favelas
O Observatório de Favelas, criado em 2001, é uma organização da sociedade civil sediada no Conjunto de Favelas da Maré, com atuação nacional. Dedica-se à produção de conhecimento e metodologias visando incidir em políticas públicas sobre as favelas e promover o direito à cidade. Fundado por pesquisadores e profissionais oriundos de espaços populares, tem como missão construir experiências que contribuam para a superação das desigualdades e o fortalecimento da democracia a partir da afirmação das favelas e periferias como territórios de potências e direitos. Atualmente, desenvolve programas e projetos em cinco áreas: Arte e Território, Comunicação, Direito à Vida e Segurança Pública, Educação e Políticas Urbanas.

Serviço:

Resenha com artistas + Baile da Elã
Data: 23 de setembro, a partir das 16h.
Onde: Galpão Bela Maré. Rua Bittencourt Sampaio, 169, Maré, Rio de Janeiro – RJ.
16h – Resenha com artistas
17h – Baile da ELÃ
Entrada gratuita
Classificação livre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Inscrições abertas para a feira ‘LGBT+ Turismo Expo 2024’ em São Paulo

Agentes de viagens têm até 25 de julho para se inscreverem na exposição de turismo LGBT+, que acontecerá no Hotel Unique

More Articles Like This

- Publicidade -