Agência oferece 200 mentorias individuais gratuitas para quem quer estudar e trabalhar no Canadá

Morar e trabalhar fora do Brasil se tornou um desejo ainda mais intenso dos brasileiros depois da pandemia. A boa notícia é que esse sonho está cada vez mais próximo de se tornar realidade. O Canadá busca atrair mais de 1 milhão de imigrantes até 2023, a fim de suprir sua alta demanda por profissionais nas mais variadas áreas. Pensando em ajudar quem deseja começar uma nova vida no país, a SEDA Intercâmbios, agência que já levou mais de cinco mil estudantes para o mundo todo, está oferecendo uma mentoria individual gratuita para os interessados em arrumar as malas.

foto
Reprodução

A empresa irá oferecer 200 mentorias individuais gratuitas, de 30 minutos, no intuito de avaliar se o candidato atende às exigências necessárias para viver no Canadá por meio de um programa de estudo com possibilidade de trabalho. “Essa mentoria custa em torno de R$ 500 no mercado, mas vamos oferecê-la gratuitamente a fim de orientar os interessados sobre os requisitos necessários, qual cidade e curso são mais adequados aos seus interesses, além de dicas importantes sobre como conquistar um emprego no país”, destaca Helicon Alvares, CEO da SEDA Intercâmbios.

O grande destaque do momento são os cursos técnicos, disponíveis em várias áreas, como administração, tecnologia, marketing, turismo e serviços. Diferentemente da admissão em cursos de graduação, pós-graduação e MBAs, o processo é bem mais rápido e as exigências são menores. “A admissão é bem mais simples, sendo necessário apenas ser maior de idade, ter concluído o ensino médio e ter um nível intermediário de inglês”, explica.

Além de mais baratos que os cursos universitários, os cursos técnicos têm duração média de um ano e meio. “O salário-mínimo no Canadá é de CAD$ 14,25 e existem cursos em que o aluno pode trabalhar cerca de 2.440 horas, intercalando semanas de aula, de estágio e de férias. Ou seja, ele pode recuperar todo o seu investimento e ainda consegue dinheiro para se manter e viajar pelo país”, reforça.

Enquanto faz o curso técnico, o aluno pode ir procurando opções de cursos universitários, a fim de aumentar ainda mais seu período de permanência no Canadá. “Estando lá, é possível analisar as melhores oportunidades de mercado e definir em qual área gostaria de se especializar”, afirma. A maioria das escolas tem parceria com empresas e contam com departamentos de carreiras, ajudando o aluno a conquistar uma tão sonhada vaga.

Para facilitar ainda mais a adesão aos cursos técnicos, estão sendo oferecidos programas com duração de 12 a 18 meses com bolsas de CAD$ 2.000,00, o equivalente a R$ 10.000, deixando os cursos por cerca de CAD$ 7.500,00. E o melhor de tudo é que os cursos podem ser financiados em até 90% por meio de um programa de crédito educacional entre a SEDA e a Revelo Up, maior empresa de tecnologia para a área de recursos humanos da América Latina, enquanto o aluno já trabalha no Canadá, recebendo em Dólar. Os valores podem ser parcelados em 12, 18 ou 24 vezes.

Os interessados em fazer uma mentoria gratuita e se candidatar às bolsas devem se cadastrar no link https://bit.ly/mentoria-canada até dia 20 de outubro e preencher um formulário. Os 200 selecionados serão contatados pela empresa para fazer um agendamento individual. Aí, é só começar o planejamento para embarcar o mais rápido possível.

Serviço:

Mentoria gratuita para estudar e trabalhar no Canadá

Cursos técnicos com possibilidade de trabalho

Financiamento em até 24 vezes

Inscrição: https://bit.ly/mentoria-canada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *